Salmo 3
Oração de confiança nas perseguições

1 Salmo de Davi, quando fugia do filho Absalão.
2 Senhor , como se multiplicaram meus inimigos!
Quantos se levantam contra mim!
3 Quantos dizem a meu respeito: "Não há para ele salvação em Deus!"
4 Mas tu, Senhor , és um escudo ao meu redor,
és minha glória e manténs erguida minha cabeça.
5 Se clamo, invocando o Senhor , ele me responde do monte santo.
6 Posso deitar-me, dormir e despertar, pois é o Senhor quem me ampara.
7 Não temo a numerosa turba que me cerca com hostilidade.
8 Levanta-te, Senhor! Salva-me, ó Deus meu!
Pois tu golpeias no rosto todos os inimigos e quebras os dentes dos ímpios.
9 De ti, Senhor , vem a salvação e a bênção sobre teu povo.

 

Salmo 4
Exortação à confiança em Deus

1 Ao regente do coro. Com instrumentos de corda. Salmo de Davi.
2 Responde ao meu clamor, Deus de justiça!
tu, que no aperto me alargaste o espaço,
tem piedade de mim e escuta minha oração!
3 Até quando, ó homens, para opróbrio de minha honra,
preferireis a ilusão e recorrereis à mentira? Pausa.
4 Sabei que o Senhor opera maravilhas em quem é fiel!
O Senhor me escuta, quando o invoco.
5 Quando vos indignardes, não pequeis,
mas meditai durante o repouso e silenciai!
6 Oferecei os sacrifícios prescritos e confiai no Senhor !
7 Muitos dizem: "Quem nos fará experimentar felicidade?
pois a luz de tua face, Senhor , fugiu de nós".
8 Mas tu deste ao meu coração mais alegria
do que outros têm na fartura de trigo e vinho.
9 Em paz me deito e logo adormeço,

porque só tu, Senhor , me fazes viver em segurança.

 

Salmo 23(22)
O bom pastor

1 Salmo de Davi . O Senhor é meu pastor: nada me falta.
2 Em verdes pastagens me faz repousar,
conduz-me até às fontes tranqüilas
3 e reanima minha vida, guia-me pelas sendas da justiça
por causa de seu nome.
4 Ainda que eu ande por um vale tenebroso,
não temo mal algum, porque tu estás comigo;
teu bordão e teu cajado me confortam.
5 Diante de mim preparas a mesa, bem à vista dos meus inimigos;
tu me unges com óleo a cabeça, e minha taça transborda.
6 Sim, prosperidade e graça me seguem, todos os dias de minha vida;
habitarei na casa do Senhor, por longos dias.

 

Salmo 27 (26)
Confiança do justo em perigo

1 De Davi . O Senhor é minha luz e minha salvação: a quem temerei?
O Senhor é a fortaleza de minha vida: perante quem tremerei?
2 Quando malfeitores me assaltam para devorar minha carne,
são eles, meus adversários e inimigos, que tropeçam e caem.
3 Se um exército acampar contra mim, meu coração não temerá;
se uma batalha se travar contra mim, mesmo assim estarei tranqüilo.
4 Uma só coisa peço ao Senhor e só esta procuro:
habitar na casa do Senhor , todos os dias de minha vida,
para contemplar os encantos do Senhor e meditar em seu templo,
5 pois ele me resguardará em seu abrigo, no dia da desgraça;
ele me ocultará no recesso de sua tenda, e me erguerá sobre um rochedo.
6 E então minha cabeça será exaltada sobre os inimigos que me cercam.
Em sua tenda poderei oferecer sacrifícios de regozijo
e cantar um salmo ao Senhor .
7Senhor , escuta o grito de meu apelo, tem piedade e responde-me!
8 A ti fala meu coração, meus olhos te procuram;
eu busco tua face, Senhor .
9 Não me ocultes tua face nem rechaces com ira teu servo,
tu que és meu amparo! Não me rejeites, não me abandones,
Deus de minha salvação!
10 Se meu pai e minha mãe me abandonarem, o Senhor me acolherá.
11 Mostra-me, Senhor , o caminho e conduze-me pela vereda segura,
por causa dos que se emboscaram contra mim!
12 Não me entregues à sanha dos adversários,
pois levantaram-se contra mim falsas testemunhas,
e um boato de violência.
13 Tenho certeza de experimentar a bondade do Senhor
na terra dos vivos.
14 Espera no Senhor! Sê forte e corajoso, e espera no Senhor!
 

Salmo 34 (33)
O Senhor, refúgio dos justos

1 De Davi, quando se fingiu demente em presença de Abimelec e saiu expulso.
2 Bendirei ao Senhor em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca.
3 Minha alma gloria-se no Senhor : escutem os humildes e se alegrem!
4 Proclamai comigo a grandeza do Senhor ,
exaltemos juntos o seu nome!
5 Busquei o Senhor , e ele me respondeu, livrou-me de todas as angústias.
6 Os que nele fixaram o olhar ficaram radiantes,
porque suas faces não tinham de que se envergonhar.
7 Um infeliz gritou; o Senhor ouviu e o salvou de todos os perigos.
8 O anjo do Senhor acampa ao redor dos que o temem, e os salva.
9 Saboreai e vede como o Senhor é bom!
Feliz o homem que nele se refugia!
10 Temei o Senhor vós que lhe sois consagrados,
porque nada falta àqueles que o temem.
11 Até os leões sofrem privação e passam fome,
mas os que buscam o Senhor não carecem de nada.
12 Vinde, filhos, escutai-me e eu vos ensinarei o temor do Senhor .
13 Há alguém que ame a vida e deseje ver dias felizes?
14 Guarda do mal tua língua, e teus lábios, da maledicência!
15 Evita o mal, faze o bem, busca a paz e vai ao seu encalço!
16 O Senhor tem os olhos voltados para os justos,
e o ouvido atento ao seu clamor;
17 o Senhor tem o rosto voltado contra os malfeitores
para extirpar da terra sua memória.
18 Clamam aqueles, e o Senhor escuta e os livra de todas as angústias.
19 O Senhor está perto dos corações atribulados
e salva os espíritos abatidos.
20 Muitas são as aflições dos justos, mas de todas elas o Senhor os liberta.
21 Ele cuida de todos os seus ossos, sem que um deles se quebre.
22 A maldade levará o ímpio à morte, e serão punidos os que odeiam o justo.
23 O Senhor resgata a vida de seus servos;
não serão punidos os que nele se refugiam.

 

Salmo 39 (38)
O doloroso enigma da vida

1 Ao regente do coro. Ao encargo de Jedutun. Salmo de Davi.
2 Eu disse: "Vigiarei minha conduta para não pecar com a língua.
Porei um freio à minha boca, quando o ímpio estiver diante de mim".
3 Fechei-me no silêncio, emudeci ante a privação da felicidade,
mas recrudesceu minha dor;
4 ardeu-me, no peito, o coração, e, em minha reflexão, ateou-se o fogo.
Então soltei a língua e falei:
5 "Senhor , dá-me a conhecer meu fim e qual a medida de meus dias,
para que eu compreenda como sou efêmero!
6 Eis que fizeste meus dias da largura de palmos,
e a duração de minha vida é quase nada diante de ti.
O homem, seja quem for, é apenas um sopro.
7 O homem vai e vem como a sombra,
um simples sopro o agita; amontoa e não sabe quem recolherá".
8 E agora o que posso esperar, Senhor? Minha esperança está em ti.
9 Livra-me de todos os meus pecados, não me exponhas aos
insultos dos insensatos!
10 Emudeço, não abro a boca, porque és tu que atuas.
11 Afasta de mim teus golpes, senão sucumbo sob o castigo de tua mão!
12 Punes a falta para corrigir o homem; corróis, como a traça, o que ele mais estima.
O homem, na verdade, é apenas um sopro.
13 Escuta, Senhor , minha oração e presta ouvido ao meu clamor!
Não fiques insensível ao meu pranto!
Porque diante de ti sou apenas um forasteiro,
um hóspede como todos os meus pais.
14 Desvia de mim o olhar de censura, para que eu sorria,
antes que me vá e não mais exista!

 

Salmo 56 (55)
Confiança em Deus na angústia

1 Ao regente do coro. Segundo a melodia "A pomba dos potentados distantes". Elegia de Davi, quando os filisteus o prenderam em Gat.
2 Tem piedade de mim, ó Deus, porque os homens me calcam aos pés!
Todo dia, os agressores me oprimem;
3 os adversários me calcam aos pés, todo dia.
Sim, são muitos os que me combatem impiedosamente.
4 Quando sinto medo, confiante, a ti me dirijo.
5 De Deus celebro a promessa, em Deus confio e não temo:
o que poderá fazer-me um mortal?
6 Continuamente escarnecem de minhas palavras
e só pensam em meu dano.
7 Ajuntam-se em bando para me espiar, vigiam todos os meus passos
para atentar contra minha vida.
8 Encaminha-os para a desgraça! Ó Deus, derruba os povos com ira!
9 Anotaste minha vida errante. Recolhe agora minhas lágrimas em teu odre!
Não deverá constar tudo em teu livro?
10 Então retrocedem meus inimigos, quando eu clamar:
Isto eu sei: Deus está por mim.
11 De Deus celebro a promessa, celebro a promessa do Senhor .
12 Em Deus confio e não temo: o que poderá fazer-me um homem?
13 Assumo, ó Deus, os votos que te fiz
vou pagar-te com sacrifícios de ação de graças,
14 porque arrancaste da morte minha vida e do tropeço meus pés,
para que eu pudesse andar na presença de Deus, à luz da vida.

 

Salmo 63 (62)
O homem à procura de Deus

1 Salmo de Davi, quando ele estava no deserto de Judá .
2 Ó Deus, tu és meu Deus; a ti procuro, de ti tem sede minha alma;
minha carne por ti anseia como a terra ressequida, sequiosa, sem água.
3 Assim te contemplo no santuário, vendo teu poder e glória.
4 Porque teu amor vale mais que a vida, meus lábios te louvarão.
5 Sim, eu te bendirei durante a vida, ao teu nome erguerei as mãos.
6 Como se deleita minha alma na grande fartura,
assim, com o júbilo nos lábios, minha boca te louva.
7 Se penso em ti, no leito, se, nas vigílias, medito em ti,
8 é porque tu foste meu auxílio,
e à sombra de tuas asas posso cantar de júbilo.
9 Tenho a alma apegada a ti, e tua destra me ampara.
10 Mas os que intentam tirar-me a vida desçam às profundezas da terra!
11 Sejam entregues ao fio da espada, ficando como presa dos chacais!
12 O rei, porém, se alegrará em Deus; os que juram por ele, felicitar-se-ão,
pois será fechada a boca dos mentirosos.

 

Salmo 91 (90)
Oráculo de proteção para um exilado no templo

1 Ao que está sob a proteção do Altíssimo
e se mantém à sombra do Poderoso,
2 transmito a mensagem do Senhor , meu refúgio e fortaleza,
meu Deus, em quem confio:
3 Ele te livrará da rede do caçador e da epidemia funesta.
4 Ele te cobrirá com suas plumas, e debaixo de suas asas te abrigarás;
sua fidelidade é escudo e couraça.
5 Não temerás o pavor da noite nem a flecha que voa de dia,
6 nem a epidemia que ronda no escuro nem a peste que devasta ao meio-dia.
7 Se tombarem mil a teu lado e dez mil à tua direita, tu não serás atingido.
8 Basta abrires os olhos, e verás o castigo dos ímpios.
9 Porque, dizendo: "Tu, Senhor , és meu refúgio",
fizeste do Altíssimo teu asilo.
10 Não te atingirá mal algum, nem o flagelo chegará à tua tenda,
11 pois ele ordenará aos seus anjos
que te guardem em todos os teus caminhos.
12 Eles te levarão nas mãos. para que teu pé não tropece na pedra.
13 Caminharás sobre o leão e a víbora, pisotearás feras e dragões.
14 "Já que ele se afeiçoou a mim, eu o livrarei;
protegê-lo-ei, porque conhece meu nome.
15 Se me invocar, responderei; estarei com ele no perigo,
libertá-lo-ei e o glorificarei.
16 Hei de saciá-lo com longos dias e manifestar-lhe minha salvação".

 

Salmo 125 (124)
Confiança em Deus em tempo de opressão

1 Cântico de peregrinação. Os que confiam no Senhor são como o monte Sião,
que, sem vacilar, permanece para sempre.
2 Montes circundam Jerusalém; assim o Senhor circunda seu povo
agora e para sempre. 
3 Não pesará o cetro do ímpio sobre a herança dos justos,
para que não estendam também os justos suas mãos à iniqüidade.
4 Sê bondoso, Senhor , com os bons, com os homens de coração reto!
5 Mas os que se desviam por caminhos sinuosos, 
o Senhor os afugenta com os malfeitores! Paz para Israel!